Renutra - Consultoria em Nutrição de Vida
1

MATÉRIA


CARBOIDRATOS PROCESSADOS: OS “FERTILIZANTES DAS CÉLULAS DE GORDURA”





Matéria inclusa por Márcia Maia Sathler
O jornal americano New York Times publicou neste mês entrevista com o Dr. David Ludwig – especialista em obesidade e professor de Nutrição em Harvard – que lançou recentemente seu novo livro “Always hungry?”. Ele aponta que o processo de ganho de peso está mais relacionado ao tipo de alimento ingerido do que a uma simples contagem de calorias.

Dr. Ludwig explica que a principal razão da obesidade hoje é a ingestão excessiva de alimentos de alto índice glicêmico. O fato é que a insulina - hormônio produzido pelas células do pâncreas em resposta a presença de alimento - exerce no nosso organismo uma função de “construção” na qual é responsável por captar as calorias desse alimento que serão transformadas em energia ou em estoque para as células de gordura. Logo, quanto maior o consumo de carboidratos processados, maior a produção de insulina, mais calorias armazenadas e mais peso. Argumenta ainda que a ingestão de dietas de baixa caloria pode dificultar a perda de peso. Isso acontece porque o nosso corpo tende a responder a essas dietas aumentando o apetite e diminuindo o metabolismo – eficiente mecanismo de defesa frente a uma possível “inanição”.

O meio mais seguro de emagrecimento é a reeducação alimentar. O próprio Guia Alimentar para a População Brasileira já dizia isso em 2005 ao considerar que os alimentos mais saudáveis devem entrar naturalmente na alimentação diária em substituição aos menos saudáveis, respeitando a identidade cultural-alimentar do indivíduo e sem que as características nutricionais desses alimentos sejam mistificadas.

Márcia Maia Sathler
Nutricionista com foco na Reeducação Alimentar.
Mestranda em Tecnologia Nuclear pelo CDTN.

Referências:
1.Site:http://well.blogs.nytimes.com/2016/01/07/rethinking-weight-loss-and-the-reasons-were-always-hungry/?. Acesso em 27/01/2016.
2.Guia alimentar para a população brasileira / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Coordenação-Geral da Política de Alimentação e Nutrição. – Brasília: Ministério da Saúde, 2005.


1

 

Inovando Sìtes